Especialistas Participantes
Kozy Amemiya
Conteúdo

Descrição

Especialistas

Instituições

Informações

Simpósio

Equipe e Conselheiros

English Japanese
Spanish Portuguese

JANM Logo
Japanese American
National Museum


Kozy Amemiya é pesquisadora adjunta do Instituto de Pesquisa Programática do Japão, na Califórnia. É doutora em sociologia pela Universidade da Califórnia de São Diego (UCSD) e autora de livros publicados em inglês e japonês sobre as questões da mulher, da família, das políticas populacionais, além das relacionadas a Okinawa e à emigração. Em 1997, foi pesquisadora-membro da Fundação Japão pelos seus estudos sobre a emigração okinawense para a Bolívia.

e-mail:kamemiya@ucsd.edu

Resumo da Proposta de Pesquisa
As ‘dores do labor’ na criação de uma comunidade nikkei na região de Santa Cruz, Bolívia

Este trabalho estuda o processo de formação de uma comunidade nikkei na região boliviana de Santa Cruz, onde se estabeleceram, durante a era pós-guerra, imigrantes do Japão e de Okinawa. Apesar de sua atual população ser pouco numerosa (aproximadamente 2.500 habitantes), sua contribuição é considerável para a economia local, ao mesmo tempo em que apresenta uma auto-identidade clara e distinta do resto da população boliviana, procurando estabelecer sua própria cultura dentro dessa sociedade. Após dez anos desde que a imigração teve início em meados da década de 50, essa comunidade sofre transformações. Por um lado, sua composição deixa de ser de imigrantes, sendo substituída pelos nikkeis à medida que a nova geração assume a liderança deixada pelos isseis. Por outro, uma grande parte dos imigrantes tem deixado as colônias agrárias isoladas, indo se estabelecer nas áreas urbanas. Essas mudanças deram origem a um conjunto de interesses distintos, criando assim várias tensões entre os setores agrário e urbano e entre gerações. Ao analisar essas tensões, esta pesquisa explora o rumo a ser tomado pela nova comunidade nikkei na Bolívia.