Especialistas Participantes
Makoto Arakaki
Conteúdo

Descrição

Especialistas

Instituições

Informações

Simpósio

Equipe e Conselheiros

English Japanese
Spanish Portuguese

JANM Logo
Japanese American
National Museum


Makoto Arakaki formou-se pela UCLA em Estudos Asiático-americanos. Atualmente é candidato de doutoramento, além de pesquisador adjunto na Universidade de Tsukuba. Seu trabalho enfoca a experiência okinawense em Okinawa e no exterior, especialmente no Havaí. Neste projeto, ele explora a possibilidade de uma “identidade diaspórica okinawense” descentralizada, híbrida, não essencial e construída mutuamente.

e-mail: makochu@aol.com

Resumo da Proposta de Pesquisa
O processo de formação de uma identidade Uchinanchu diaspórica: Um case de identidade okinawense no Havaí

Nesta era de globalização, vários fenômenos envolvendo as comunidades nikkei estão surgindo e alguns deles requerem uma estrutura transnacional e global para sua análise. Um dos fenômenos que atraiu Makoto Arakaki é a diáspora okinawense; ou seja, a diáspora da comunidade okinawense em âmbito global, desconsiderando a territorialidade de um Estado específico. As tentativas de estabelecer ou fortalecer redes entre okinawenses, incluindo tanto aqueles da terra natal quanto os imigrantes e seus descendentes em terras de além-mar, podem ser observadas em vários cenários, como no Festival Mundial Uchinanchu [Worldwide Uchinanchu Festival], realizado em 1990 e 1995 em Okinawa, e na Associação Mundial de Negócios de Okinawa [Worldwide Okinawan Business Association], criada em 1997.
De modo mais específico, a ênfase recairá sobre as relações transnacionais entre a comunidade okinawana no Havaí e aquela do arquipélado natal, relações essas que têm criado uma comunidade inovadora através de interações e influências mútuas e cujas bases não se encontram nem no Havaí, nem em Okinawa. Através da criação de redes e intercâmbios, a posição discursiva da identidade uchinanchu tem adquirido cada vez mais um caráter de descentralização e diáspora. Esta pequisa investiga o processo de formação da identidade diaspórica uchinanchu, concentrando-se na transformação da identidade okinawense no Havaí, vista como um case study.